Home > as cats > Amanda Santana
“Em 2008 me formei em enfermagem! Um sonho realizado, a tão desejada faculdade! Assim que me formei já comecei a trabalhar no hospital Municipal da minha cidade (Maricá-RJ). Ali trabalhei por quase 7 anos, me dedicando a cada paciente que precisava dos meus cuidados. Até que conheci um moço pelo Tinder e começamos a namorar.  Ele é militar da aeronáutica e começamos a fazer planos para futuras transferências de estado.

Num belo dia ele me liga e diz que dali a 15 dias iria passar 2 meses (de outubro a dezembro) em Fernando de Noronha e quando retornasse ia ser transferido para Recife-Pe. A pedido dele ( e de minha vontade também, claro) fui ao cartório e consegui marcar nosso casamento pra um dia antes dele ir pra Noronha! Nos casamos em 21 de outubro de 2016 e ele viajou dia 22! Ai meu coração!!! Ele voltou dia 24 de dezembro e logo na primeira semana de janeiro colocamos nossas roupas no carro e viemos pra Recife! Quatro dias na estrada e como foi gostoso! Chegando aqui, após mobiliarmos nosso apartamento, me vi como dona de casa, coisa que nunca fui! Sempre trabalhava e tinha uma vida mega movimentada e de uma hora pra outra me vi sozinha, numa cidade onde conhecida poucas pessoas, desempregada…… resultado: depressão!!!!

No mês seguinte, com dias no emprego novo, eu fiz exames de rotina e um deles foi a ultra de mama. No momento da ultra o médico achou “algo” estranho e me disse que ia me indicar a fazer a biópsia. Já saí dali com a certeza que estava com câncer.  Beleza! Bora pra biópsia! Que procedimento chatinho!!! Bom, o resultado ia sair numa segunda feira. Pedi ao meu esposo que pegasse, tirasse uma foto e me mandasse pois eu estava no trabalho e assim ele fez! As 9h da manhã eu abro o meu Whatsapp e vejo escrito “carcinoma ductal invasivo“! Eta lasquera que o chão abriu!!!!

No mesmo dia fomos ao meu mastologista e ele confirmou e informou o próximo passo: cirurgia! Ele me propôs retirar apenas o quadrante, mas isso muito me preocupou. Nunca tive muita mama. Sempre foram pequeninas. Bom, corremos muito com os exames pré operatórios e em 10 dias do diagnóstico eu entrava naquele centro cirúrgico pra tirar um pedaço da minha mama aos 33 anos de idade, com menos de 2 anos de casada, sem filhos, longe da minha familia e amigos … caramba e agora? Com o resultado da imunohistoquimica fui ao meu oncologista que bateu o martelo que eu não faria quimioterapia. Apenas radioterapia e hormônioterapia por 5 anos.

Hoje, com 3 meses de cirurgia, já terminei a radioterapia. Que tratamentozinho maldito!!! Me arriou desde o primeiro dia. Fiz 21 sessões no geral e não houve um dia sequer que eu não tenha ficado enjoada e com fadiga! Hoje faz uma semana que terminei e a minha pele já está clareando, mas ficou tão escura durante o tratamento que deu até bolha!

Conclusão: Deus faz as coisas tão certas que me tirou do meu estado pra que pudesse ter toda essa assistência que eu não teria se tivesse na minha cidade.
E continuamos com o tamoxifeno por mais 4 anos e 10 meses!!!!
O futuro? Aaaahhhh amanhã eu respondo tá? “

Comentários

comentário

Você também pode gostar
História de Cat: Mallú
História de Cat: Daiana Machado

Deixe um comentário