Home > Bem Estar > Depoimento da Cat Maira Dias

Descobri meu câncer de mama no dia 20/03/2017, dia do meu aniversário, mas Deus foi tão bom que me enviou uma palavra através de uma amiga. O fato de o resultado ter saído no dia do aniversário foi um presente de Deus, pois era ele me dando uma nova chance, um novo renascimento e com essa fala eu me apeguei…. e realmente assim se fez. Eu me descobri e redescobri nas diversas fases que passamos.

Na descoberta da doença encontrei a força que deveria ter para vencer essa batalha. Depois vem as consequências, como não poder ser mãe devido o tratamento e a minha idade, mas lendo uma de suas matérias vejo que tem mulheres que tiveram filhos. Caso eu não consiga ter um filho, posso adotar, pois o amor será igual. A doença me deu de presente conseguir enxergar diante das dificuldades, pois tudo tem uma maneira para ser resolvido.

Logo após a descoberta veio também a cirurgia e o tratamento que tem como consequência a queda dos cabelos. Em nenhum instante questionei o porque disso estar acontecendo e hoje vejo porque tudo isso aconteceu comigo. Na época, estava iniciando um namoro e a minha primeira reação foi falar para ele que não teria necessidade de ele passar aquilo comigo por ser recente. Hoje, ao ler a reportagem de uma moça que teve câncer e o marido a largou, revivi um pouco este momento da minha vida e lembrei como meu namorado foi essencial. 

Ele parecia médico kkkk. Leu várias coisas no Google e dizia para mim: “isso é simples, você vai tirar de letra”. Além das brincadeiras que ele fazia com a minha careca. Ele ficou do meu lado o tempo todo me dando apoio e não se importou pela minha aparência. Ahh e Deus foi tão bom que me deu amigos e família que me apoiaram a todo momento nas diversas fases.

E não tem como esquecer dos meus alunos, crianças tão pequenas e com almas tão grandiosas. Quando conseguia ir na escola, eles queriam passar a mão na minha cabeça, pois achavam engraçado, elogiavam os lenços. Foi tudo tão maravilhoso…

Aprendi a me descobri… Me amar da maneira que eu era… O que importa é que eu estou viva. Tenho Deus, família e amigos… Isso é o alicerce… Descobri minha beleza… Beleza essa que vem de dentro e que deve ser cultivada todos os dias. Não tinha cabelo, mas tinha brincos e maquiagem que aumentava minha autoestima e assim se passaram sete meses de tratamento.

Nesse período aconteceram coisas tão maravilhosas que não teria acontecido se eu não tivesse passado por esse momento. Cresce de dentro pra fora, cresce a alma, aflora sentimentos, valoriza gestos, pessoas. Agradeço a vida.

Mande também o seu depoimento para [email protected]

Comentários

comentário

Deixe um comentário