Home > Beleza > HOMENS COM CÂNCER PROCURAM CADA VEZ MAIS TRATAMENTO DE BELEZA

HOMENS COM CÂNCER PROCURAM CADA VEZ MAIS TRATAMENTO DE BELEZA

Se engana que o homem não está preocupado com a beleza e o bem estar durante o tratamento do câncer.
Falar que homem lida bem com a careca, é besteira, pois assim como acontece com as mulheres, a perda dos cabelos mexe muito com a autoestima do homem. Infelizmente, até pela cultura machista, médicos e familiares nem sempre levam o assunto a sério.
“Quase todas as ações para resgatar a autoestima após o diagnóstico do câncer são focadas na mulher. Os homens ficam em segundo plano”, afirma Cristina Volke, psico-oncologista.
Ela ainda reitera que nos consultórios os homens estão cada vez mais interessados na estética. “Mais preocupados também nos cuidados com o corpo e sofrem os impactos ao perder o cabelo, ficar pálido ou inchado em decorrência do tratamento”, acrescenta.
Os efeitos não são restritos ao reflexo no espelho, acrescenta a psico-oncologista. A fragilidade que o papel de doente acarreta e a dependência de terceiros podem também afetar em cheio a noção de masculinidade dos pacientes, um dos gatilhos para a depressão.
Mas esse panorama esta mudando, os homens em tratamento de câncer estão se preocupando cada vez mais com a aparência, de acordo com um levantamento realizado pelo Instituto do Câncer do Estado de S. Paulo (ICESP) realizado com mais de 15 mil pacientes. Desses, mais de 40% dos pacientes que procuraram tratamentos de beleza oferecidos no ICESP no último ano são do sexo masculino.
De acordo com o levantamento, estar com a aparência cuidada faz com que o homem, assim como a mulher, passe mais confiante pelo tratamento. Os serviços mais procurados são barba e unha.
Mais uma prova de que autoestima é mesmo um fator importante na luta contra o câncer.

Fonte:(Portal Terra)

Comentários

comentário

Você também pode gostar
Você pode mudar sua visão – Seu foco de VIDA por Rafaela Mendes
NOVELINHA QEB | Capítulo 26
NOVELINHA QEB | Capítulo 18
CONHEÇO ALGUÉM QUE TEM CÂNCER. O QUE EU FAÇO?

Deixe um comentário