Home > as cats > Marta Martins de Carvalho

Descobri em abril de 2014, num feriado de Páscoa. Lembro que naquele dia meu chão caiu. Achei que não conseguiria lidar com essa situação, até que no dia 24 de junho (dia em que estava completando 39 anos) consegui iniciar o tratamento.De presente recebi minha primeira quimio…

Enfim, minha historia é triste, muito triste,porque no decorrer do meu tratamento, 4 meses à frente, minha mãe teve um AVC e me deixou aqui! Veio a falecer. Como aquilo acabou comigo!!

Foi então que vi a importância de lutar ainda mais forte, com fé e esperança, pois também tenho uma filha e por ela e meu esposo eu iria lutar, pois senti como dói não ter uma mãe ao nosso lado… E eu jamais gostaria que ela sentisse essa dor.

Enfim, hoje posso dizer que o câncer me ensinou a ser uma mulher forte, corajosa e me mostrou que minha dor não foi física por ter passado pelo tratamento e ficado careca…Minha dor foi ter perdido um pedaço precioso de mim naquela época, ter perdido minha mãe. Essa foi minha real dor e tristeza.

O câncer, depois disso tudo, só me ensinou que nenhuma dor é eterna, um dia ela passa e fortaleceu ainda mais minha fé e esperança de reencontrá-la e dizer: Mãe,sobrevivi!!

Comentários

comentário

Deixe um comentário