Home > Cats > Nílton Góes
“Olá meu nome é Nílton Góes sou empresário aqui na cidade de Itajaí, Santa Catarina.

Certa noite estava no sofá de casa com meu neto e senti um carocinho na minha mama, então ao tocá-lo senti um volume um pouco maior que o de um tamanho de um caroço de laranja. Então, rapidamente, minha esposa Adriana me aconselhou a procurar um médico.

Na semana seguinte fui até uma médica por indicação até Florianópolis. Fizemos vários exames e foi constatado um nódulo maligno (câncer de mama masculino).

Quando recebi este diagnóstico fiquei sem chão porque até então nunca tinha ouvido falar nesta patologia em homens. Você somente vê falar em câncer de mama em mulheres e creio que a maioria dos homens não saibam que homens podem ter este tipo de câncer.

Minha pergunta para a médica foi essa:  Quanto tempo eu teria de vida? Ela me explicou que eu teria que passar por uma cirurgia para retirada do nódulo, o qual já estava com 1.5 cm (cresce muito rápido), e que depois eu teria que passar por sessões de quimioterapia e ser acompanhado por um certo tempo.

Quanto mais ela me explicava, mais eu ficava desanimado e pensava  que esta doença iria acabar com minha vida.

Então, após a cirurgia que foi feita numa clínica particular, logo veio as sessões de quimioterapia todas feitas no CEPON em Florianópolis. A primeira e segunda sessão foram tranquilas. Agora, após a terceira sessão em diante, vieram cada vez mais os efeitos, muita fadiga, perca de memória, muita sede e enjoos, pois fiquei sabendo que a quimioterapia é acumulativa. Consegui sobreviver e minha última sessão foi no dia 10 de setembro 2018. Agora tenho de fazer todo acompanhamento conforme a médica indicar.

No início foi muito difícil, mas resolvi lutar contra não só o câncer mas também contra o psicológico que te derruba e te impossibilita de lutar, pois pior que a doença é o nome CÂNCER. Para me incentivar a lutar, comprei uma camiseta do Superman que vi numa loja, porque qualquer coisinha que te incentiva a ir em frente é valido.

A família foi e está sendo muito importante nesta luta. Hoje penso assim: este câncer veio para mim como mais uma superação e no final tenho certeza que serei vitorioso. Pretendo conscientizar os homens sobre este câncer, também porque quanto mais cedo você souber, mais chances de cura você terá.

Estamos na luta porque uma vida sem luta não tem vitória!”

Comentários

comentário

Deixe um comentário