Home > Bem Estar > Para ser fisicamente ativas por Claudia Arab

Bom dia Cats!!¬†ūüėĽ¬†Confiram mais um texto da nossa¬†nova colunista, a Claudia Arab, criadora e coordenadora do Programa de Exerc√≠cios F√≠sicos para Mulheres em Tratamento de C√Ęncer de Mama, nos incentivando a ter um maior n√≠vel de atividade f√≠sica em nossas vidas.¬†ūüí™

Para ser fisicamente ativas

H√° muitas quest√Ķes sobre atividade f√≠sica que surgem quando voc√™ ouve algu√©m defendendo e disseminando esta pr√°tica ou mesmo quando algu√©m decide fazer atividade f√≠sica. O que fazer? Quando? Quanto? Onde? Como? As primordiais s√£o quanto √† defini√ß√£o e finalidade da atividade f√≠sica. Tudo que requer movimento corporal, locomo√ß√£o, tarefas rotineiras, lazer, entre outros, pode ser considerado atividade f√≠sica. Algu√©m que tem como trabalho algo que o exija muito tempo sentado em frente ao computador tem o n√≠vel de atividade f√≠sica diferente de algu√©m que trabalhe com descarregamento de mercadorias. Essa quest√£o come√ßou a ser abordada l√° nos anos 50, por Morris, na Inglaterra, quando descobriu que doen√ßas do cora√ß√£o eram mais comuns em homens fisicamente inativos no trabalho (motoristas) do que em trabalhadores que tinham fun√ß√Ķes mais ativas. O n√≠vel de atividade f√≠sica tamb√©m pode ser diferente entre duas pessoas que tenham a mesma fun√ß√£o no trabalho, pois as demais atividades da vida di√°ria tamb√©m interferem. Assim, uma pessoa que pratica
exercícios físicos tem maior nível de atividade física do que quem não pratica exercícios físicos.
O exerc√≠cio f√≠sico √© aquele realizado periodicamente, sob prescri√ß√£o (ou, ao menos, deveria) que tem objetivos, continuidade, progressividade, controle, etc. Ent√£o, quando falarmos de exerc√≠cio f√≠sico, necessariamente este est√° dentro de atividade f√≠sica, mas falar em atividade f√≠sica n√£o necessariamente significa que h√° exerc√≠cio f√≠sico, ok? Vamos para o assunto que mais nos importa: atividade f√≠sica, exerc√≠cio f√≠sico e c√Ęncer.
√Č muito comum que, ap√≥s o diagn√≥stico de c√Ęncer, os pacientes diminuam seus n√≠veis de atividade f√≠sica geral por diversos motivos. V√°rias vezes as pacientes j√° me relataram que faziam academia ou dan√ßa at√© 5x por semana, mas que pararam ou foram diminuindo quando tiveram a suspeita e o diagn√≥stico da doen√ßa. Al√©m disso, o baque emocional √© forte e √© normal que os pacientes queiram ficar mais ‚Äúrecolhidos‚ÄĚ. As barreiras para praticar atividade f√≠sica s√£o in√ļmeras. Falta vontade e tempo, cansa√ßo, o local de pr√°tica √© longe de casa, n√£o gostam ou mesmo sentem medo e dores. √Äs vezes, pode ser por recomenda√ß√£o m√©dica, da√≠ √© preciso conversar direitinho com a equipe para entender os motivos da n√£o recomenda√ß√£o ‚Äď cada caso um caso e aqui falamos no geral (a individualidade dos pacientes √© imprescind√≠vel!).
O recomendado, por√©m, √© que os pacientes retornem suas atividades normais o mais r√°pido poss√≠vel. Quanto mais nos movermos (e nos ocuparmos), melhor. O movimento √© analg√©sico ‚Äď ouvi um professor dizer essa express√£o e achei fant√°stica. Afinal, quando decidimos n√£o fazer nada, logo come√ßam as dores: √© joelho que chia, costas que reclamam, sem contar o des√Ęnimo cada vez maior. O que leva as pessoas a praticarem atividade f√≠sica, ou seja, a motiva√ß√£o para a pr√°tica, pode ser explicada por diversas teorias como a da autodetermina√ß√£o, mas n√£o entraremos nessas teorias. O que nos importa aqui hoje s√£o algumas dicas que podem ser adicionadas √† rotina de voc√™s para aumentar o n√≠vel de atividade f√≠sica. As sugest√Ķes s√£o simples e fazem toda diferen√ßa. Se voc√™ anda de √īnibus, pare um ponto antes ou depois do mais perto da sua casa e aproveite para caminhar at√© seu destino. Se voc√™
usa o carro para ir logo ali ao mercado ou padaria, troque por uma bicicleta ou v√° caminhando, se poss√≠vel. A cl√°ssica troca do elevador pelas escadas tamb√©m √© muito √ļtil. Fa√ßa atividades em grupo, chame os amigos e os familiares, s√£o mais divertidas e j√° aproveitam para colocar o papo em dia. Fa√ßam um passeio a p√© em parques ao inv√©s de irem ao cinema. Hoje em dia, os smartphones t√™m aplicativos que voc√™s conseguem ver quantos passos deram no dia ou qual a dist√Ęncia percorrida a p√©. Tentem aumentar essa quantidade gradualmente. S√£o sugest√Ķes super simples e at√© comuns de ouvirmos por a√≠, mas fazem bastante diferen√ßa para nossa sa√ļde e, por vezes, n√£o percebemos que podemos aproveitar esses momentos para sermos mais fisicamente ativos. Come√ßando assim, j√° fica bem mais f√°cil de se engajar num programa de exerc√≠cios f√≠sicos futuramente! Fa√ßam o teste por uma semana. Avaliem como est√° seu √Ęnimo, n√≠vel de ansiedade, cansa√ßo e dores antes e depois dessa semana ativa. Percebam as diferen√ßas e depois contem pra gente! ÔŅĹÔŅĹ

Coment√°rios

coment√°rio

Deixe um coment√°rio