Home > as cats > Patricia Gomes

Olá meninas, ainda não comecei o tratamento, faço acompanhamento semestralmente.

Em Setembro do ano passado tirei um nódulo benigno e o médico jurava que quem tem benigno nunca terá maligno. Em Janeiro de 2017 fiz novamente os exames e levei para o medico que disse que eu estava dispensada e que não tinha nada.

Em Agosto mudei de plano e resolvi voltar à minha ginecologista, porque o convênio anterior não atendia. Ela olhou o mesmo exame que o medico anterior analisou e achou estranho, então pediu para eu fazer uma biópsia. Durante a biópsia o médico dizia: “Nossa, não tem nada. Tem um nódulo bem pequeno que não é nada, mas resolvo isso com a biópsia, pode ficar tranquila.”

No período de Agosto a Novembro estava correndo e acabei deixando o resultado da biópsia, porque tinha certeza que não era nada. Mas, no começo de dezembro, resolvi voltar na ginecologista e lembrei da biópsia. Levei para ela abrir e ai veio o susto.

Fiquei sem chão, chorei muito e tive a  sensação que ia morrer com dois filhos.

Ai começou a corrida contra o tempo!! Diziam que todos os exames não tinham metástase, mas ela pediu a histologia (acho que é isto) da biópsia. Até então ela iria operar e começar a quimio.

O resultado veio dia 21 de Dezembro e ela me ligou para dizer que era o tríplice negativo e que ia começar com o tratamento da quimio.

Chorei novamente e, agora no final do ano, consegui fazer todos os exames em apenas três dias.

Agora lendo os depoimentos estou mais forte que nunca e com fé. Esta semana estou curtindo a família e meus filhos para voltar a falar disto só em 2018.

Tenho fé na cura e vou curar.

Comentários

comentário

Deixe um comentário