Home > as cats > YASMIN LINO
YASMIN LINO

Agora já se pode contar com uma mão. O que eram 18, virou 5. Passei por 13 sessões de quimioterapia, 25 de radioterapia, e agora faltam exatamente 5 protocolos (quimios) para acabar o tratamento.

O que está diferente? A vida da minha família mudou muito de outubro de 2016 para cá. E a minha então? Nem se fala… “larguei” a escola e os estudos, me afastei de muita gente que gosto, recebi ajuda de quem eu menos esperava, conheci pessoas que levarei comigo para sempre. Aprendi que o ambiente hospitalar não é um local ruim, principalmente porque passei a considerar as pessoas que estão dentro dele como família. Ouvi histórias de vida e ensinamentos de crianças de todas as idades, tive algumas perdas 🙏🏾👼🏽… chorei quando necessário, e quando não era também. Aproveitei os momentos que tinha para sorrir; valorizei as amizades que não me deixaram sozinha nos piores e nos melhores momentos. Amadureci anos em alguns meses!!

Essas experiências me possibilitaram perceber que o câncer teve um lado positivo, coisa que eu nunca imaginei.

Cada aprendizagem que tive me mostrou o quanto a vida é importante e como reclamamos dela. Como somos injustos e egoístas com o mundo, sem motivo algum, e como é possível tentar mudar isso.

Comecei com um “obrigada” e dando sorrisos, mesmo sem querer. Tive meus dias, tá gente? Não era sempre que estava sorrindo, mas, ao longo do tratamento passei a tentar, depois passei a conseguir cada vez mais!

Não quero dizer que hoje sou perfeita, quero dizer que hoje eu tenho mais vontade de viver e de tratar bem quem está ao meu redor! Perdi 17kg, mudei o apetite, o olfato, perdi um pouco da memória (risos). Tive que me acostumar com o excesso de limpeza, com as restrições, com o fato de, às vezes, não poder nem abraçar quem mais amo e mesmo assim repito: o que eu tive não foi nada!

Tem cada guerreiro(a) de verdade por aí, que a gente nem imagina! Felizmente, pude conhecer alguns, e posso dizer para vocês com plena certeza: ELES SÃO INCRÍVEIS!

O que mais posso dizer de toda essa situação é que a minha fé me ajudou, e sei que Ele preparou tudo isso porque eu precisava dessa lição de vida. Eu precisava conhecer cada enfermeira, copeira, recepcionista, segurança, dentista, psicóloga, terapeuta ocupacional, pedagoga, fisioterapeuta, nutricionista, faxineira(o), médico(a), maqueiro e cada pessoa que ia lá, sendo paciente ou não, pois cada um teve um papel crucial em minha vida e experiências dentro do hospital.

Tantas dessas pessoas decoraram meu rosto, sabem meu nome, sabem que minha careca fica para fora e meus brincos cada vez aumentam mais de tamanho, sabem que adoro me maquiar, mas que tem dias que eu estou sem saco nenhum e só quero cobrir minha cabeça e ficar afundada na cama, sabem que meus banhos são sempre depois das 23h, e sabem que sempre que posso, quero fazer um auê não importa onde eu estiver.

Tenho a fama de ser braba (geralmente sou 🙄🙈), mas, no fundo, todos sabem que eu sou uma cocadinha de sal (tenho lá meus dias)… hahaha. Então é isso, resolvi escrever esse textinho porque como já disse “isso é só uma fase que termina em outro recomeço” e já já quero compartilhar com vocês a nova etapa que está por vir.

Eu vou recomeçar com o pé esquerdo, sabendo que em algum momento terei que cair de novo para que, a cada dia, eu aprenda mais a viver! 🍀🦋🌸

Deus é 🔝 gente, não esqueçam disso nunca!

Comentários

comentário

Deixe um comentário